HOME  HOME  ExpoBrazil - Agaricus, herbs, propolis for health and beauty.  Nikkeybrasil Quem Somos Biografias Indice de Biografias Forum Fotos de Biografias Links Contato  em japones




Quase japonês

Ruy Ramos, 44, se tornou um dos brasileiros mais ilustres no Japão. Ele já está no país há 25 anos. Ele veio para jogar futebol quando o esporte ainda não havia sido profissionalizado.
Foto: Akira Ueno
Foto: Akira Ueno
Ramos já havia se tornado profissional e jogava no Saad, no ABC Paulista, quando foi convidado para jogar no Japão em 1977. Com 20 anos, Ramos assinou contrato com o Yomiuri Futbol Club, que mais tarde se tornou o Verdy Kawasaki. Durante sua primeira estada, Ramos foi registrado como bilheteiro do parque de diversões Yomiuri, já que o esporte não havia sido profissionalizado. Nascido no Rio de Janeiro, Ramos viveu 8 anos em São Paulo antes de se mudar para o Japão. Ramos estará participando da nova novela matinal da NHK, Sakura. Ele representará o personagem Leonardo, um brasileiro que vive em Takayama, na província de Gifu. Ele será o dono de um pequeno restaurante onde os estrangeiros se encontram.

Como sugiu a oportunidade de vir para o Japão?
A oportunidade veio através de Jorge Anashiro, um amigo que já estava jogando aqui. O time do Yomiuri estava na segunda divisão e tentava, em vão, subir para a primeira. Ele achava que com a ajuda de mais dois brasileiros eles conseguiriam subir para a primeira divisão. Anashiro estava de férias no Brasil e me convidou. Aceitei na hora. Ele me falou que era ruim, que eram poucos os brasileiros, que a cultura era completamente diferente, mas eu queria era ajudar a minha família. Ele disse que eu não ia conseguir juntar muito dinheiro, mas eu disse que só queria o suficiente para comprar uma casa para minha mãe. Nós estávamos morando de favor em São Paulo e eu achava que precisava tirar a minha mãe de lá. Eu vim para ficar 2 ou 3 anos até juntar um dinheiro para ajudar a minha mãe a comprar uma casa. Eu queria voltar e ser profissional no Brasil.

Como você aprendeu japonês?
Eu fui aprendendo japonês na marra. Eu tinha que aprender. Eu estava sofrendo muito por causa da comunicação, tanto dentro de campo quanto fora. Eu comecei a estudar sozinho mesmo, com a ajuda de Jorge. Eu anotava umas palavras que eu queria aprender em um caderno e entregava para ele. Depois de alguns dias, ele me trazia o caderno com a tradução das palavras. Passei uns seis meses assim. Depois que eu já estava entendendo um pouquinho, entrei para uma escola de japonês para estrangeiros.

Como foram os primeiros anos no Japão?
Eu cheguei aqui louco para jogar futebol e eles me deixaram 6 meses sem jogar, para me adaptar ao ritmo do japonês e entender a cultura. Eu não podia ir embora porque isso fazia parte do meu contrato e tudo era muito difícil: comida, ambiente, tudo. Quando eu comecei a jogar, participei de sete partidas e tive um problema com um jogador japonês. Recebi uma ligação da embaixada. Eles me perguntaram se eu não tinha lido o jornal. Imagina. Naquela época eu não lia jornal coisa nenhuma. Foram eles que me disseram que eu tinha recebido a suspensão de um ano. Diminuiram o meu salário, todos ficavam dizendo que eu não queria treinar. Foi quando eu decidi que ia dar a volta por cima. Eles iam ter de me engolir. Diziam que eu não queria treinar. Eu treinei machucado para provar que eles estavam errados. As coisas foram melhorando e no Brasil as coisas só faziam piorar e eu fui ficando. Sofri o acidente de moto e me baixaram o salário de novo. Foi como se eu não tivesse feito nada, mas eu fiquei. Quando fundaram a J League eu nem acreditei. Aos poucos eu fui ganhando a torcida.


Esta página foi visitada 788401 vezes! Copyright 2002-2003 40 Anos All rights reserved
Desenvolvido e mantido por AbraOn.