HOME  HOME  ExpoBrazil - Agaricus, herbs, propolis for health and beauty.  Nikkeybrasil Quem Somos Biografias Indice de Biografias Forum Fotos de Biografias Links Contato  em japones




Veja mais informações da Jetro

Quais são os países que tiveram sucesso em atrair investimentos e quais os pontos em comum entre eles?
Primeiramente, vamos levantar os pontos em comum entre os países que apresentam sucesso em atrair investimentos estrangeiros. Pelo mundo encontramos alguns países e regiões que têm atraído bastante capital estrangeiro. Os investidores têm voltado sua atenção para a Irlanda, Inglaterra, França, estados do sul dos EUA, região de Xangai e sul da China, Tailândia, Malásia, Cingapura e, nos últimos tempos, Hungria, Polônia e República Tcheca. Na América do Sul, o Chile tem se esforçado em criar um ambiente favorável aos investimentos. Quais serão as diferenças desses países com os outros que não conseguem atrair investimentos estrangeiros? A seguir, levantaremos os pontos em comum desses países:

Å Os seus governos reconhecem a importância de atrair o investimento estrangeiro, possuem grande interesse e iniciativa para atrai-lo e forte determinação de pôr em ação diversas providências.

Todos os níveis de hierarquia, desde o topo até as bases, têm a consciência comum de que atrair capital estrangeiro é favorável para o desenvolvimento e aumento de empregos no país, sendo imprescindível promovê-lo.

Ç Conhecem quais os pontos que são levados em consideração para que um investidor estrangeiro decida-se a investir.

As empresas privadas investem esperando retorno financeiro, sua intenção jamais foi de agradar um país ou um governo. Quando um investidor estrangeiro pensa em investir em um determinado país, ele analisa, além da potencialidade do país, os pontos citados abaixo, comparando com outros países. Os países com condições inferiores perdem a batalha pelos investimentos.

(1) Abertura de empresas (abertura de empresas, filiais, e escritórios)
Complexidade dos procedimentos
Visto, autorização de permanência e trabalho, registro de residência
Sistema contábil
(2) Sistema tributário
Imposto de renda, imposto de pessoas jurídicas, impostos estaduais e municipais, imposto de valor agregado e outros.
(3) Emprego
Nível salarial, seguridade social, aposentadoria, seguros e outros encargos da empresa.
Contratação, demissão, contratação temporária
Sindicatos trabalhistas
Sistema de envio de recursos humanos
(4) Captação de recursos
Dificuldade ou facilidade de captar recursos
Sistema bancário
Gestão cambial
(5) Política governamental de introdução de capital estrangeiro
Política do governo para captação de governamental para capital estrangeiro
Incentivos para o capital estrangeiro
Infra-estrutura: comunicação, transportes, eletricidade, condomínio industrial, etc.
(6) Cooperação dos órgãos de captação de investimentos
Órgãos nacionais: organização, atividades, abrangência de cooperação e interesse para atrair o capital estrangeiro.
Órgãos estaduais e municipais: organização, atividades, abrangência de cooperação e interesse para atrair o capital estrangeiro.
(7) Outros: problemas de comunicação e língua.
??
É Têm feito esforços para criar diferentes tipos de sistemas e ambientes propícios aos investimentos e competitivos comparados a outros países.

Os países europeus e asiáticos são extremamente dedicados em atrair o capital estrangeiro. É uma competição acirrada entre eles. Se o sistema ou o ambiente de investimento do seu país for ruim, o capital foge para outros países. Sabendo disso, eles sempre trocam informações com investidores em potencial e investidores estrangeiros já estabelecidos no país, analisando suas próprias vantagens e desvantagens, a fim de eliminar definitivamente as desvantagens.

Ñ Possuem eficientes órgãos de promoção para atrair os investimentos estrangeiros.

Encontramos no mundo órgãos de promoção de investimentos estrangeiros realmente excelentes. Podemos citar como exemplos de excelência a irlandesa IDA (Agência de Desenvolvimento da Irlanda), a inglesa UK TRADE & INVESTMENT (fusão da INVEST UK com a TRADE PARTNERS UK, pertencente a BRITISH TRADE INDUSTRY, em 2003), a francesa DATAR e, voltando os olhos para a Ásia, a coreana KOTRA (KOREA TRADE-INVESTMENT PROMOTION AGENCY) e a malasiana MIDA (MALAYSIA INDUTRIAL DEVELOPMENT AUTHORITY) entre outras. Inclusive a JETRO tem incentivado bastante as atividades de investimento no Japão nos últimos anos.

Ö Promovem concorrência não só em relação ao país, mas também entre os estados do próprio país.

Além do governo federal, os governos estaduais e municipais têm desenvolvido atividades de promoção de investimentos de forma dinâmica. Citando o exemplo do Japão, atualmente os escritórios de estados e municípios estrangeiros instalados na cidade de Tóquio no total de 30 dos EUA, 8 da Alemanha, 7 da França, 9 da Inglaterra, 7 da Espanha, 2 da Bélgica e 15 da China, todos com o objetivo de exportar para o mercado japonês e atrair as empresas japonesas para seus estados ou municípios. Só por esse fato já podemos observar que a concorrência está passando do âmbito federal para estadual e municipal. Atualmente, criou-se uma situação em que os estados e municípios não querem deixar a incumbência somente para o governo federal.


Esta página foi visitada 783674 vezes! Copyright 2002-2003 40 Anos All rights reserved
Desenvolvido e mantido por AbraOn.