HOME  HOME  ExpoBrazil - Agaricus, herbs, propolis for health and beauty.  Nikkeybrasil Quem Somos Biografias Indice de Biografias Forum Fotos de Biografias Links Contato  em japones




Estresse

Ana Maria Rossi
Ana Maria Rossi
“Estou estressado!” ou “que estresse!”, quem nunca ouviu ou disse isso? O estresse tem se tornado cada vez mais comum em nossas vidas, mas afinal o que é o estresse? Segundo a doutora Ana Maria Rossi, presidente do ISMA, International Stress Management Association, no Brasil, o estresse é na verdade uma situação qualquer que requer a nossa adaptação e em si não é nem negativo nem positivo. É claro que situações de perda, morte ou separação são estressantes, já que há toda uma necessidade de se adaptar à nova situação, mas muitas mudanças boas também trazem estresse. Por exemplo, uma promoção desejada no emprego, a compra de uma casa, casamento ou nascimento de filhos, tudo isso exige adaptação.

Ou seja, o estresse não é novo e tem acompanhado não só a humanidade como também o mundo animal desde o princípio dos tempos. “Animais estressados podem perder o pelo. Pássaros costumam se bicar e peixes chegam a mudar de cor. O estresse não é relacionado apenas aos homens”, garante Ana Maria.

Para nós, alguns sintomas de que o estresse está causando problemas de saúde são a queda de cabelo, problemas de pele, como a acne. Podem também ser de origem comportamental, como a agressividade, uso excessivo de álcool ou cafeína, aumento da libido. As doenças mais graves que podem ser causadas pelo estresse crônico incluem a hipertensão, taquicardia, dores musculares, cefaléia, enxaqueca e problemas gastro-intestinais. “A hipertensão e a taquicardia podem levar a derrames cerebrais e ataques cardíacos mortais”, previne Ana Maria.

O conceito de estresse também não é novo, mas foi apenas no início do século XX que estudiosos das ciências biológicas e sociais iniciaram a investigação de seus efeitos na saúde física e mental das pessoas. A imprensa divulgou bastante esses estudos e atualmente o uso da palavra se tornou corrente. “Nem sempre ele é aplicado de forma correta: estresse virou sinônimo de raiva, frustração. O termo está tão banalizado e se ampliou em tantas dimensões que agora não significa nada”, comentou Ana Maria.

As maiores causas de estresse são a perda de um filho ou familiar, divórcio, problemas financeiros ou até mesmo um casamento. Mas essas não são as únicas situações que exigem a nossa adaptação. Pequenos transtornos cotidianos como filas, congestionamento e barulho também podem acumular estresse, especialmente se acontecerem por períodos prolongados ou contínuos.

Basicamente, podemos dividir os estímulos que causam o estresse pela sua origem. Eles podem ser externos, quando representam ameaças concretas do nosso cotidiano; ou internos, oriundos de conflitos pessoais, que refletem a tonalidade afetiva de cada um.


Esta página foi visitada 793936 vezes! Copyright 2002-2003 40 Anos All rights reserved
Desenvolvido e mantido por AbraOn.